Biologia e Geologia na Escola

Blog de apoio e complemento às aulas de Ciências Naturais – Biologia e Geologia

Descoberta Nova Função dos Genes Na Formação das Vértebras

Posted by BG em 27/10/2009

DNA GenesInvestigadores do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), em colaboração com colegas na Holanda, descobriram que os genes Hox, responsáveis pela definição da identidade das vértebras da coluna, também determinam o seu número.

Este trabalho, publicado no último número da revista Developmental Cell, lança uma nova luz sobre patologias como a espinha bífida, uma malformação congénita rara em que a parte final da coluna vertebral fica aberta e se subdivide, em vez de se fechar.

“Os genes Hox são responsáveis por duas funções”, disse hoje à agência Lusa um dos autores do estudo, Moisés Mallo, investigador principal no IGC.

“De uns depende que aconteça o processo de formação de vértebras, sequencialmente, e de outros que essas vértebras tenham um número determinado, característico de cada animal”, explicou.

Se os genes que ordenam a paragem do processo forem activados antes do tempo devido, o esqueleto fica mais curto e podem ocorrer situações como a espinha bífida.

“O que se passa nesses casos é que a formação das últimas vértebras não é completa”, disse este médico galego que enveredou por uma carreira de investigação em Portugal.

Na sua perspectiva, embora a Medicina não saiba ainda como tratar a espinha bífida, o conhecimento da sua origem pode abrir caminho a algum tipo de intervenção.

Para descrever a actividade dos genes Hox, o cientista comparou os esqueletos de um homem e de uma cobra, dizendo que este também contém vértebras, mas num número muito superior.

Fonte: Diário Digital / LUSA

“Durante o desenvolvimento do embrião, as vértebras estão a ser formadas em progressão, primeiro as do pescoço, depois as do tórax e da zona lombar, mas nas cobras esse processo continua durante mais tempo que no homem”, assinalou.

A função dos genes Hox é velar, por um lado, para que cada segmento da coluna se transforme na vértebra correcta e, por outro, que o número de vértebras e, consequentemente, o tamanho da coluna sejam controlados.

Ao activarem certos genes Hox antes do tempo em embriões de ratinho, as colunas destes ficaram encurtadas, pois a adição de novos segmentos parara antes do tempo devido.

Estas observações foram feitas na extremidade próxima da cauda, mas, segundo Moisés Mallo, é muito provável que os mesmos mecanismos actuem também na determinação do número de segmentos próximos da cabeça.

Doutorado em Medicina e Biologia Molecular pela Universidade de Santiago de Compostela (Galiza) e com formação nos Estados Unidos e na Alemanha, Moisés Mallo é docente na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e coordenador da Unidade de Transgénicos no IGC, onde é investigador principal.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: