Biologia e Geologia na Escola

Blog de apoio e complemento às aulas de Ciências Naturais – Biologia e Geologia

Ascensão e queda de Roma “registada nas árvores”

Posted by BG em 18/01/2011

Um extenso estudo dos anéis de crescimento das árvores diz que pode existir uma ligação entre a ascensão e a queda das civilizações do passado e as alterações repentinas do clima europeu.

Uma equipa de investigadores baseou as suas conclusões em dados de 9.000 artefactos de madeira dos últimos 2.500 anos.

Descobriram que os períodos de Verões quentes e húmidos coincidiram com a prosperidade, enquanto a turbulência política ocorreu durante períodos de instabilidade do clima. Estas descobertas foram publicadas na revista Science.

“Olhando 2500 anos para trás, há exemplos em que as alterações climáticas tiveram impacto na história humana”, refere o co-autor deste estudo, Ulf Buntgen, um paleoclimatologista do Instituto Federal Suíço de Investigação em floresta, neve e paisagem.

Fonte: http://www.bbc.co.uk/Naturlink

A equipa analisou a largura dos anéis de crescimento dos carvalhos e como as condições meteorológicas afectaram estes anéis de crescimento nos últimos dois séculos. Durante boas safras, quando a água e os nutrientes estão em abundância, as árvores formam anéis largos, com as suas fronteiras relativamente distantes. Mas, em condições desfavoráveis, como a seca, os anéis de crescimento têm uma formação muito mais estreita.

Os investigadores usaram então estes dados para reconstruir os padrões climáticos a partir do crescimento anual dos anéis dos artefactos preservados. Uma vez que eles tinham desenvolvido uma cronologia que remonta ao longo dos últimos 2.500 anos, conseguiram identificar uma ligação com níveis de prosperidade nas sociedades passadas, como o Império Romano.

“Os Verões quentes e húmidos ocorreram durante os períodos de prosperidade romana e medieval. O aumento da variabilidade climática dos anos 250-600 depois de Cristo coincidiu com o desaparecimento do Império Romano do Ocidente e com a turbulência do período de migração”, relatou a equipa.

“Distintos períodos de seca durante o terceiro século aconteceram paralelamente com um período de profunda crise do Império Romano no ocidente, marcado por uma invasão dos bárbaros, agitação política e perturbações económicas em várias províncias da Gália”, acrescenta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: